Projetos do Sebrae/SC em Quilombo vislumbram tendências de mercado

9051
????????????????????????????????????

Apicultura, vitivinicultura e turismo são algumas áreas contempladas com projetos do Sebrae/SC no município de Quilombo, no oeste catarinense. Para apresentar os resultados obtidos com os projetos e abordar as características da região com expressiva agricultura familiar foi realizado encontro, nesta semana, com a presença de lideranças locais e de diretores do Sebrae/SC, no auditório da Associação Empresarial de Quilombo e Região (ACIQ).

O diretor técnico do Sebrae/SC, Luc Pinheiro, enalteceu a importância das iniciativas desenvolvidas em Quilombo, com o olhar voltado ao empreendedor e a valorizar os aprendizados obtidos com os antepassados. “Observa-se que a essência está no que sabem fazer e tem planejamento de futuro. A população almeja o crescimento do município e para isso busca novas possibilidades”, comentou.

“O que vimos foi a satisfação no semblante das pessoas de que o resulto aconteceu e o Sebrae/SC foi fundamental para isso. No município também temos a iniciativa privada acreditando no desenvolvimento local, aliado a isso o Sebrae/SC tem conhecimento técnico e a orientação necessária para que atingíssemos os resultados, ou seja, tornamos realidade o que era um sonho”, enfatizou o prefeito de Quilombo Silvano de Pariz.

As ações desenvolvidas no município contam com a parceria do poder público, do Conselho Municipal de Turismo, da Epagri e da Associação Empresarial de Quilombo e Região (ACIQ).

APICULTURA

Os apicultores do município de Quilombo recebem acompanhamento pelo programa de Consultoria Tecnológica do Sebrae (Sebraetec) com o objetivo de orientar sobre a utilização de técnicas de produção mais eficientes, melhorar a qualidade da atividade apícola, obter maiores índices de produtividade e, consequentemente, ampliar a renda e a lucratividade.

Entre os resultados alcançados destacam-se o aumento no número de colmeias povoadas e melhoramento no padrão técnico da atividade nos produtores; melhoramento na qualidade das colmeias e dos apiários; adequação dos processos produtivos às técnicas recomendadas para a atividade; aumento da produtividade; novas alternativas de comercialização do mel e melhor gerenciamento da atividade apícola na propriedade.

Conforme o presidente da Associação dos Apicultores e Meliponicultores de Quilombo, Julsemar Francisco Toazza, no município são produzidas de 30 a 40 toneladas de mel/ano pelos 40 associados. “A entidade possui sede própria, funcionários e faz a divulgação de periódicos técnicos. Essas conquistas só foram possíveis em função das parcerias e dos apoios que recebemos, a exemplo do Sebrae/SC”, observou.

VITIVINICULTURA

Em Quilombo, as ações do Sebrae/SC nesse segmento resultaram no  melhoramento da qualidade do vinho; redução de perdas de vinho devido a contaminação; aumento na produtividade de uvas no vinhedo; ampliação da produção de vinhos nas propriedades; economia com a compra em grupo de produtos enológicos, embalagens e demais suprimentos para a produção. Outra conquista foi a adequação da produção de acordo com as normas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), possibilitando assim a comercialização do produto.

Segundo o agrônomo, Edson Savoldi, no município há 23 hectares de videiras. “Desde o início do projeto plantamos mais de 160 mil metros quadrados de novos vinhedos, com a readequação total das vinícolas e investimentos que ultrapassam R$ 1 milhão”, enfatizou. Isso resultou no crescimento das mudas que em 2013 eram 20,4 mil e passaram para 52 mil em 2020; na expansão da produção de vinhos que era de 71,4 mil litros e passou para 112 mil litros por ano; e na colheita da fruta que era de 20,4 mil toneladas e passou para 360 mil toneladas anualmente, nas variedades Niagra, Bordô e Isabel.

TURISMO

Turismo rural, agroturismo, ecoturismo, turismo termal, turismo de saúde e bem-estar, turismo de negócios e eventos, turismo histórico cultural, turismo científico e turismo industrial representam a diversidade de oferta desse setor na região oeste do Estado.

Em Quilombo, as ações na área do turismo, com auxílio do Sebrae/SC, iniciaram em 2017 e estão voltadas ao fortalecimento turístico. Um dos destaques é a rota “Encantos Rurais de Quilombo”, premiada nacionalmente como um dos melhores projetos de turismo rural. “Essa é uma das oportunidades locais que conta com um interior maravilhoso, com belezas naturais e cenários propícios para encantar os visitantes. Porém, empreender no turismo representa um grande desafio. Os resultados obtidos até o momento refletem o comprometimento dos moradores no projeto”, relatou a consultora credenciada ao Sebrae/SC Silvia Nowalski.

Os atrativos da rota compreendem café da manha na Linha Pinhal; visitas à Casa do Mel, a Vinícola Busnello, ao Salto Saudades e a Cachaçaria D. Nelva; e almoço na Fazenda Barbosa ou no Sítio Favaretto. “Ao todo são oito propriedades participantes, de famílias que amam a hospitalidade e acolhem bem os turistas. Todos estão engajados nesse projeto que veio para ficar e crescer”, afirmou a presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), Cleusa Favaretto Malinetti ao relatar que era empresária e resolveu retornar ao campo e agora a filha que estudava em Florianópolis também regressou para auxiliar no projeto.

A empresária Nelva Dal Sasso resolveu preservar os saberes familiares na produção de bebidas alcóolicas. Inicialmente produzia cachaça, graspa e alguns sabores de licores. Com o projeto direcionou suas ações, está legalizando o processo produtivo junto ao MAPA e ampliou a gama de produtos com a inserção do uísque e campari.

Os resultados obtidos no município são expressivos tanto no fluxo de turistas quanto na comercialização dos produtos da agricultura familiar e no estabelecimento de novas parcerias para geração de negócios. “Toda essa mobilização em prol do turismo instigou o empreendedorismo local, como por exemplo, o turismo de aventura, a Cervejaria Enderle e o turismo termal que investirá mais de R$ 5 milhões em obras de infraestrutura turística”, comentou Silvia.

Ainda entre os atrativos locais estão o projeto “Salto Saudades”, que são sete cascatas do Rio Chapecó e compreenderá passarelas, mirantes, centro comercial, restaurante e estacionamento; o projeto “Degusta Quilombo” voltado à qualificação do atendimento nos restaurantes, melhoria do cardápio e diversidade de oferta; e o projeto da Igreja Católica para adequação do espaço para receber os turistas.

MARCOS A. BEDIN