CHAPECÓ
Notícias Representantes da Polícia Civil explanam a respeito das atividades desenvolvidas em Chapecó

Representantes da Polícia Civil explanam a respeito das atividades desenvolvidas em Chapecó

9399

Atendendo ao requerimento proposto pelo vereador André Kovaleski (PL) e aprovado pelos demais vereadores, estiveram participando da sessão ordinária, na tarde desta terça-feira (17), o Delegado de Fronteira, Carlos Augusto Morbini; o Delegado Regional de Polícia, Ricardo Casagrande; e o Coordenador do Saer/Fron, Albert Dieison Silveira.

Na oportunidade, os convidados explanaram a respeito das atividades desenvolvidas pelo SAER/FRON e SARA, referentes a segurança e saúde pública no município de Chapecó na Região Oeste de Santa Catarina.

O delegado Ricardo Casagrande destacou que o Serviço Aero Policial de Fronteira desempenha um serviço de extrema importância para Chapecó e região. “Nossa missão é a investigação de crimes que não foram possíveis serem resolvidos no momento em que aconteceram. A 12ª DPR compõe 22 municípios, abrangendo uma população de 600 mil habitantes. Mesmo com efetivo pequeno, alcançamos resultados excelentes, com destaque para a diminuição de crimes de roubo”, enfatiza Casagrande.

Já o Delegado Carlos Augusto Morbini, ressaltou que Chapecó foi agraciada com a sede de uma diretoria operacional, uma das quatro do estado. “Tivemos vários avanços nos últimos anos. Mas ainda há necessidade de melhorias. Apelamos para que tenhamos a atenção total voltada a população oestina e não participemos mais da Operação Veraneio, e que esta fique a cargo das delegacias do interior, litoral e Florianópolis. Chapecó tem sua pujança, é uma cidade de renome e nosso pedido é para que passemos a nos concentrar na nossa região”, salienta.

Outro apelo do delegado é para reposição de servidores que estão se formando na Acadepol e, assim, desenvolver o serviço de segurança com ainda mais efetividade, para alcançar as metas propostas.

De acordo com o Coordenador do Saer/Fron, Albert Dieison Silveira, o Saer é uma unidade especializada da polícia civil que atende várias unidades da segurança pública e de instituições de resgate, de toda região, sendo a única unidade de aviação do Estado permanente para estes atendimentos.

Atualmente, Santa Catarina conta com duas aeronaves em operação, sendo uma em Criciúma e uma em Chapecó, desde 2014.

Nosso desafio inicial foi atender a todos os órgãos de segurança, na vertente da aviação, e montar toda a estrutura da unidade, bem como a preparação dos policiais e equipamentos e armamento adequados. Como trata-se de atividade de alto risco, é preciso treinamento constante”, enfatiza.

A unidade também conta com um núcleo de inteligência, na qual policiais designados fazem a integração com a segurança pública da região. Há também um programa de gestão operacional, com estatísticas de controle que expõe a transparência dos serviços que já conta com mais de 3000 missões de atendimento.

vereador André Kovaleski, destaca que segurança pública é um tema que traz preocupações. “Hoje podemos acompanhar as atividades desenvolvidas, nas mais diferentes situações de segurança e resgate, e comprovar a capacidade da gestão da condução do trabalho das nossas polícias”, finaliza.

Secured By miniOrange