São Carlos incentiva o empreendedorismo nos estudantes da rede pública municipal

8615

Com o objetivo de incentivar o empreendedorismo nos estudantes, a Administração Municipal de São Carlos planejou para o segundo semestre deste ano a execução do Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). A iniciativa proporciona o debate, o estudo e a prática da temática nas salas de aula do ensino fundamental público municipal (do 1º ao 9º). Essa ação faz parte do eixo de educação empreendedora do Programa Cidade Empreendedora, que será executado até dezembro de 2022 pelo Poder Público e pelo Sebrae/SC.

O programa fomenta a cultura empreendedora e apresenta práticas de aprendizagem que consideram a autonomia do aluno para aprender, o desenvolvimento de atributos e atitudes para a gerência da própria vida (pessoal, profissional e social). Essa visão vai ao encontro dos quatro pilares da educação, propostos pela Unesco: aprender a conhecer (adquirir os instrumentos da compreensão); aprender a fazer (para poder agir sobre o meio), aprender a viver juntos (a fim de participar e cooperar com os outros em todas as atividades humanas) e aprender a ser (via essencial que integra as três anteriores).

Para a aplicação da metodologia serão capacitados 110 professores da rede municipal. O início das atividades com aproximadamente 400 alunos da área urbana e rural depende da liberação das atividades presenciais e em grupo em virtude da pandemia da covid-19. Das dez escolas municipais, três realizarão o JEPP:  E. M. Professor Mario Xavier dos Santos (Linha São João), Escola Municipal Pe. Jorge Annecken (Linha Bela Vista) e Escola Municipal Pe. Nicolau Gouverneur (Balneário de Pratas).

De acordo com o secretário Municipal de Educação, Sadi Baron, a educação empreendedora é importante porque desperta nos estudantes a criatividade, a vontade de inovar ou de fazer algo novo nas propriedades da área urbana ou rural. “Estamos muito empolgados com as ações propostas e bastante animados por oferecer à nova geração uma nova escola. Sabemos que os desafios são grandes, mas acreditamos no potencial local”, adianta.

Para 2022 estão previstas outras duas soluções na área da educação: Infância.com e Juventude Maker. A primeira busca sensibilizar e trabalhar a cultura empreendedora, estimulando a criatividade e a introdução no desenvolvimento de produtos eletrônicos para alunos. A Infância.com terá duração de seis meses e atenderá 160 alunos (40 por mês) de 8 a 13 anos.

Na Juventude Maker o objetivo é estimular a criatividade e a solução coletiva de problemas, o desenvolvimento de produtos eletrônicos e o estímulo ao empreendedorismo no município. O público-alvo são 40 adolescentes de 14 a 17 anos. A duração será de seis meses. O trabalho envolve sensibilização, palestras, oficina, lançamento da Rede Makers e Desafios, feira local e evento estadual.

“A Administração Municipal está inovando. Neste ano instalamos em toda a rede municipal internet de alta velocidade, disponibilizamos notebook para cada professor e temos datashow multimídia em todas as salas de aula. Para 2022 teremos as salas de tecnologia, nas quais trabalharemos as ações Infância.Com e Juventude Maker em parceria com o Sebrae/SC. Já tínhamos essa decisão de instalar essas estruturas para impulsionar os jovens na criatividade, no empreendedorismo, no uso das tecnologias e no ensino aprendizagem. Com esse conjunto poderemos fazer da escola um lugar de criação e inovação que precisamos para nossa sociedade e, principalmente, pensando no desenvolvimento local e regional”, analisa o prefeito Rudi Miguel Sander.

 

Acompanhe mais notícias do Sebrae/SC na Agência Sebrae de Notícias e nas redes sociais: Instagram Facebook LinkedIn Twitter Telegram YouTube Blog Site.