CHAPECÓ
Destaques SC entra em lista mundial de destinos sustentáveis

SC entra em lista mundial de destinos sustentáveis

9379
Com quatro dos oito municípios brasileiros certificados, Santa Catarina é destaque na lista dos 100 principais destinos turísticos sustentáveis da fundação internacional Green Destinations, com sede na Holanda. Os municípios de Forquilhinha, Bombinhas, Itá e Orleans foram os destinos incluídos e ficaram entre os 100 da lista mundial. 
O ranking da Green Destinations chegou na 7ª edição e, ao longo dos anos, busca destacar destinos com histórias inovadoras e eficazes de turismo sustentável, além das boas práticas de gestão dos locais como exemplos inspiradores. 
“Santa Catarina busca em sua totalidade a prática do turismo sustentável em todas as nossas regiões. É com orgulho que recebemos esses certificados, que representam 50% dos destaques do país. Agora é trabalhar para fazer chegar em outros municípios catarinense, pois, certamente, temos como ampliar essas certificações no próximo ano”, destacou o presidente da Santur, Renê Menezes. 
 
O que cada destino de SC realizou para obter os certificados:
Bombinhas – Com a necessidade de receber melhor turistas e visitantes, o município idealizou e criou um curso de formação sobre a cidade para a comunidade e empresas. Os conteúdos foram divididos em tópicos como hospitalidade, sustentabilidade, história e cultura. O treinamento, gratuito e aberto ao público, ficou conhecido como Descobrindo Bombinhas e tem sido ministrado desde 2013, sendo aplicado por turismólogos que realizam tour guiado pela cidade.
Forquilhinha – Os moradores e funcionários públicos do município realizaram de forma voluntária a limpeza da cidade. Esta ação passou a ser divulgada em diversos veículos de comunicação e alcançou grande repercussão. Em parceria com trabalhadores da Secretaria de Infraestrutura, que tiveram como função identificar os locais com mais urgências, a ação começou durante os dias da semana e na área central da cidade. Conforme a ação foi tomando corpo por outros bairros da cidade, mais pessoas passaram a se envolver, e os mutirões chegaram a contar com até 80 pessoas. 
Orleans – Diante da preocupação da possibilidade de retorno da mineração de carvão no município, foi criado o Movimento Orleans Viva – Guardiões da Montanha (MOV). Um dos objetivos do projeto é incentivar e apoiar o ecoturismo, o turismo rural e a agricultura familiar sustentável por meio de ações de educação ambiental, valorizando as belezas cênicas da cidade e incentivando o desenvolvimento do ecoturismo.  
Uma das ações realizadas pelo projeto foi o Mulheres na Montanha, uma caminhada realizada por cerca de 100 mulheres na encosta com o objetivo de elevar a consciência sobre os impactos da mineração de carvão, e a preservação das belezas naturais e consequências para o turismo local.
Itá – Com o objetivo de resgatar e fortalecer a cultura e a tradição dos jangadeiros, o município tem realizado ações de impacto na sociedade para manter viva essa tradição. O Museu do Balseiro e as reuniões anuais que acontecem com jangadeiros e familiares servem como exemplo disso. Na cidade também há um restaurante chamado Flösen Haus que tem pratos típicos preparados em jangadas, como nos tempos dos balseiros. 
 
O evento
O evento online Global Green Destinations Days contou com 150 destinos do mundo todo. Todos os anos, a competição “Top 100 Destination Sustainability Stories” (Melhores 100 histórias de destinos sustentáveis) coleta histórias de turismo sustentável e boas práticas de destinos em todo o mundo para serem compartilhadas como exemplos inspiradores, desde profissionais de turismo a viajantes.
Ao contar suas histórias, as organizações de gerenciamento de destinos podem ser conhecidas e reconhecidas pelas soluções que implementaram em resposta aos desafios e problemas que enfrentaram. 
 
Sobre a Green Destinations 
A Green Destinations é uma fundação sem fins lucrativos para o desenvolvimento e reconhecimento de destinos sustentáveis, liderando uma parceria global de representantes, organizações especializadas e instituições acadêmicas. 
Fonte:Ascom