CHAPECÓ

    Surto de escorpiões preocupa Secretária de Saúde de Chapecó

    56

    Chapecó/SC – A Secretaria de Saúde de Chapecó divulgou o aparecimento de animais peçonhentos no município. Durante esta semana, foram vistos na comunidade do Goi-en a espécie Tityus Costatus. O escorpião é um dos menos peçonhento e já apareceu em outros bairros da cidade. Chapecó já registrou um caso de acidente, comprovado, associado a escorpiões em Chapecó foi em 2009 e causado por essa mesma espécie.

    O biólogo Junir Lutisnski explica que a espécie encontrada tem hábitos noturnos, é encontrada fora de casa e em entulhos, madeiras, lenha, galhos e especialmente em buracos de tijolos. No Goio-em o animal esteve dentro das residências, paredes ou assoalhos. “As pessoas tem o hábito de deixar as camas encostadas nas paredes, e isso acaba aumentando o risco, pois se o escorpião estiver andando pela parede, como tem hábito noturno e as pessoas estarão dormindo, o animal pode cair em cima da cama e causar acidentes”, comentou.

    Importante destacar os cuidados. Segundo Junir, em todas as casas visitadas pelas equipes da Secretaria de Saúde, todas apresentavam um espaço considerável entre a porta e o piso, por onde poderia passar vários animais, inclusive serpentes. “Nesses casos é orientado para que seja colocada uma tira de pano com areia dentro ou uma borracha, para impedir o acesso”, relatou.

    Caso encontrar um animal é necessário acionar a equipe da Vigilância Ambiental que irá recolher esses animais. O contato pode ser feito pelo telefone (49) 3319-1407, pois além de recolher, as equipes fazem um mapeamento dos locais aonde esses animais estavam e também um estudo sobre as espécies encontradas.

    Em caso de acidentes, com escorpiões ou outros animais peçonhentos (taturanas, aranhas, abelhas, serpentes…) é preciso procurar o serviço de saúde mais próximo de casa. “Importante sempre relatar ao médico que foi picado por algum animal para que os profissionais saibam e possam agir corretamente para cada caso”, finalizou.

    Matéria /CH News/Chapecó Online/Roberto Lorenzon