CHAPECÓ
Início Destaques Suspenso júri de empresário que matou por funcionários preferirem trabalhar na empresa...

Suspenso júri de empresário que matou por funcionários preferirem trabalhar na empresa da vítima

10121

  O júri previsto para esta sexta-feira, 26, no fórum da comarca de Chapecó, foi suspenso por motivos de saúde do advogado de defesa. Uma nova data será agendada, possivelmente para o mês de junho deste ano. O empresário do ramo metalúrgico cometeu o crime no dia 24 de dezembro de 2014, por volta de 18h30. A vítima, Marcelo de Araújo, foi atingido por disparos de arma de fogo no ombro direito, braço direito e lateral direita do tórax. Os dois eram compadres de casamento e mantinham boa convivência.

A desavença ocorreu pelo fato de alguns funcionários se desligarem da empresa do acusado para trabalhar na empresa, do mesmo ramo, pertencente à vítima. O homicídio aconteceu na rua Bom Jesus da Serra, no bairro Eldorado, em Chapecó. Nos dias seguintes, o réu passou, por diversas vezes, em frente à casa da viúva para fazer ameaças, já que ela é uma das testemunhas de acusação.

                    ​Novo júri

O acusado passou por júri no dia 03 de junho de 2016, na mesma comarca. Na ocasião, os jurados o absolveram pelo crime de homicídio e o condenaram por posse e porte ilegal de arma de fogo. A sentença estabelecida foi de dois anos de reclusão em regime aberto. A pena foi convertida, conforme prevê a lei, em prestação de serviço comunitário e pagamento de prestação pecuniária no valor de um salário mínimo. O Tribunal de Justiça de Santa Catarina anulou o júri por entender que a decisão dos jurados foi contrária às provas do crime, apresentadas em julgamento. (Autos n. 0002404-05.2015.8.24.0018)

Elizandra Gomes