CHAPECÓ
Geral Unoesc São Miguel do Oeste produziu 1,1 mil unidades de álcool em...

Unoesc São Miguel do Oeste produziu 1,1 mil unidades de álcool em gel para serem doados ao Hospital Regional

9836

A Unoesc São Miguel do Oeste produziu 1,1 mil unidades de álcool em gel para serem doados ao Hospital Regional Terezinha Gaio Basso e à Secretaria Municipal de Saúde com o objetivo de contribuir na prevenção da propagação do Coronavírus. A ação conta com a parceria da Acismo, Heats Brasil e Sicredi.

O vice-reitor, professor Vitor Carlos D’Agostini, destaca a importância da ação.

— A Unoesc é uma instituição comunitária. Dessa forma, sempre estará aliada às necessidades da comunidade, contribuindo para, juntos, superarmos esses momentos — ressalta o professor.

Segundo o coordenador do curso de Farmácia, doutor Eduardo Ottobelli Chielli, o álcool em gel é uma das alternativas efetivas e importantes na higienização das mãos e superfícies e na prevenção da Covid-19. Eduardo explica que o produto, quando usado corretamente, promove a degradação da cápsula de gordura do vírus e, consequentemente, a sua destruição.

— A produção de álcool em gel pela Unoesc é uma alternativa que mostra o comprometimento, o empenho e a dedicação da Universidade no combate à pandemia, uma vez que proporciona o acesso a um dos principais produtos, que contribui para a destruição do vírus e evita o contágio — destaca Eduardo, salientando que a expansão do Covid -19 no País, aliado à falta do produto no mercado, fez com que a Universidade adotasse a iniciativa.

FORMAS DE PREVENÇÃO

A iniciativa em produzir o álcool em gel reforça o conjunto de ações adotadas pela Unoesc no combate ao Covid-19, tais como: isolamento, suspensão das atividades presenciais e a disponibilização de informações sobre o vírus e medidas de prevenção, no site e nas redes sociais oficiais da Universidade.

Além de produzir e distribuir o produto, a Unoesc orienta que a população continue adotando medidas preventivas como: higienização frequente das mãos com água e sabão, por cerca de 40 segundos; evitar colocar as mãos na boca, nariz, olhos e outras mucosas; cobrir com lenço descartável a boca e o nariz ao tossir ou espirrar. Além disso, deve-se evitar sair de casa, bem como aglomerações.