CHAPECÓ
Notícias Venezuelano é preso após roubar homem interessado em ‘programa sexual’ em Chapecó

Venezuelano é preso após roubar homem interessado em ‘programa sexual’ em Chapecó

9771

Um imigrante venezuelano de 23 anos foi preso preventivamente após suspeita de roubo no município de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. O crime ocorreu na manhã do dia 2 de abril, mas o mandado de prisão foi cumprido pela DRF/Fron (Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos e Furtos), da Polícia Civil, nesta quarta-feira (25).

Segundo a Polícia Civil, o jovem está no Brasil há dois anos e já era investigado por diversos furtos no período de outubro de 2021 a março de 2022.

Entenda o caso

O roubo pelo qual o jovem foi preso ocorreu por volta das 5h30 da manhã do dia 2 de abril na rua Venezuela, no bairro líder. A vítima, um homem, relatou aos policiais que parou seu carro para falar com mulher [mas se tratava do jovem venezuelano], com quem pretendia contratar um programa sexual.

Porém, quando entrou no carro, após ser “apalpada”, percebeu que não se tratava de uma mulher. A vítima então disse que seu interesse era em uma mulher, momento em que o suspeito tentou lhe agarrar.

O homem então desceu do carro e pediu que o jovem descesse também. Porém, quando se deu conta, estava sem a carteira. O suspeito então apontou para o chão indicando onde ela estava. Quando o homem a juntou percebeu que já estava sem dinheiro [uma quantia aproximada de R$ 150,00.

Segundo a polícia, o jovem ainda arrancou a corrente que o homem tinha no pescoço e junto levou uma aliança, pendurada na corrente, ambos de ouro. O celular também foi roubado. Após cometer o crime, o suspeito fugiu correndo sendo seguido pela vítima, mas sem sucesso de alcançá-lo.

O homem foi ouvido na delegacia e após investigações o suspeito do crime foi identificado. No dia 12 de maio a Polícia Civil representou pela prisão preventiva do jovem. O Ministério Público de Santa Catarina deu parecer favorável e o Poder Judiciário decretou a prisão.

Nesta quarta-feira o investigado foi preso e levado à Delegacia de Polícia, onde foi interrogado. Depois, ele foi levado à Polícia Científica para exame de corpo de delito e encaminhado ao Sistema Prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. O inquérito policial será concluído no prazo legal e encaminhado ao Poder Judiciário.

Fonte: ND+

Secured By miniOrange