CHAPECÓ
Geral Vereador apela por manutenção de câmeras de videomonitoramento

Vereador apela por manutenção de câmeras de videomonitoramento

8452

A segurança pública foi tema de debate em sessão ordinária, na Câmara de Vereadores de Chapecó. Alguns parlamentares receberam reclamações da população, de que câmeras de videomonitoramento do projeto “Bem-Te-Vi” estão inativas ou danificadas. Em função disso, o vereador Claudair “Sica” Sanzovo, teve Moção de Apelo aprovada para autoridades do Governo do Estado.
O vereador explica no documento, que Chapecó conta com 54 câmeras da rede “Bem-Te-Vi”, de acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina. “Ocorre que quando há uma ocorrência de acidentes de trânsito e outros delitos, os envolvidos são informados pelo batalhão de polícia militar, que as câmeras estão inativas ou danificadas”.
Sica ainda lembra que isso traz muitos prejuízos para a sociedade chapecoense. “Muitas ocorrências poderiam ser resolvidas com o auxílio do videomonitoramento. Fazer a manutenção desses equipamentos, significa investir em segurança pública”, lembrou.
A moção de apelo será encaminhada ao governador Carlos Moisés da Silva (Sem Partido), ao chefe da Casa Civil, Eron Giordani e ao secretário de Segurança Pública, Coronel Charles Vieira.

PROJETO BEM-TE-VI

O projeto “Bem-Te-Vi” de videomonitoramento investiu mais de R$ 14 milhões em 115 cidades de Santa Catarina. O Estado é monitorado por 2.450 câmeras, espalhadas em 115 municípios. São 139 salas de monitoramento e 12 Centrais Regionais de Emergência, ou seja, 151 Centrais de Videomonitoramento.

Secured By miniOrange