Vereadora Marcilei Vignatti debate caminhos para habilitação do HRO no atendimento ao AVC

8925

 A demora no atendimento aos casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) no Hospital Regional do Oeste, motivou a Reunião de Trabalho nesta quinta-feira (15), na Câmara Municipal de Chapecó, proposta pela vereadora Marcilei Vignatti. Entrou em pauta a necessidade urgente de habilitação do hospital para implantar os protocolos de AVC, que garantam maior possibilidade de recuperação dos pacientes.

O Hospital Regional do Oeste é a porta de entrada pública no atendimento de alta complexidade em neurocirurgia para Chapecó e Região, mas tem a necessidade de aprimorar os mecanismos de acolhimento, avaliação e assistência aos portadores de AVC. Para conseguir a habilitação é necessário implementar o serviço e passar pela análise dos órgãos de saúde para poder encaminhar o credenciamento, de acordo com a Portaria 665/2012.

A vereadora Marcilei Vignatti se comprometeu em empregar os esforços necessários, de forma coletiva, para que essa habilitação avance. “Com as informações compartilhadas na reunião, ficou claro que o Hospital Regional tem condições de implantar os protocolos de atendimento ao AVC. Iremos acompanhar de perto todos os passos, para que esse serviço seja implementado o mais rápido possível”, afirma a vereadora.

Os caminhos para habilitar o HRO neste atendimento foram discutidos com participação da equipe técnica do Hospital Regional do Oeste; de profissionais neurologistas e neurocirurgiões; da coordenadoria da macrorregião de Saúde de Chapecó representando o Grupo Condutor da Rede de Urgência e Emergência. Os relatos de quem vivenciou a demora no atendimento também foram manifestados.

O HRO integra a rede de Urgência e Emergência (RUE) e está contemplado no Plano de Ação Regional, que busca o credenciamento de 10 leitos para cuidados agudos de AVC. O plano já teve parecer favorável no Ministério da Saúde. “ Vamos somar forças em torno dessa pauta. Temos que encaminhar um conjunto de ações que garantam a implementação de um protocolo de AVC em Chapecó”, afirma a vereadora.

A pauta

A Reunião de Trabalho foi resultado de denúncias reportadas ao Gabinete da vereadora Marcilei, sobre a demora no atendimento aos casos de AVC. Em junho deste ano foi aprovado o requerimento pedindo informações ao HRO sobre o atendimento aos casos de AVC. A vereadora também ouviu os médicos profissionais da área para entender melhor a realidade.