Vizinha que atrapalhava intimidade de casal vira caso de polícia em SC

10076

Uma mulher ligou para o número de emergência relatando que não conseguia ter relações sexuais com o marido porque a vizinha batia na porta para interromper – o que, segundo ela, já havia ocorrido três vezes.

A PM enviou uma viatura ao local, por receio de uma briga entre os vizinhos. Segundo o comandante do 12º Batalhão, tenente-coronel Alexandre Coelho Vieira, os policiais informaram que não havia crime. Explicaram à vizinha que se sentiu incomodada, e batia na porta, que o barulho não era alto a ponto de configurar perturbação ao sossego.

Em 28 anos de polícia, o comandante diz que já viu todo tipo de ocorrência – mas esta, foi a primeira vez.

As informações são da NSCTV.

Foto: Reprodução